quarta-feira, Abril 26, 2006

Reserva de Ouro Portuguesa

Depois da Gloriosa Revolução entregaram 95% do território. Nos últimos 15 anos entregaram uns 80% do sector público, que havia sido quase totalmente roubado aos particulares em 75-76. Já conseguiram arrazar com a marinha mercante e com a frota pesqueira, mais com a agricultura e quase todo o sector mineiro.

Mas o ouro continua quase intacto, não contando com a proeza do sábio Cavaco que foi depositar uma parte num banco americano que faliu, perdendo-se quase todo o ouro aí depositado.

Portugal tem a décima maior reserva de ouro do mundo

Banco de Portugal vendeu 15 toneladas de ouro
O Banco de Portugal anunciou terça-feira ter vendido no final do ano de 2002 15 toneladas de ouro por forma a diversificar a composição das suas reservas externas.

A venda surge, segundo Vítor Constâncio", na sequência de um planeamento de médio prazo, visando a alteração da composição das reservas externas do Banco de Portugal, pelo que não se encontram associadas à actual conjuntura financeira". A decisão, acrescenta o comunicado do banco central, decorre da intenção de reduzir o peso do ouro nas reservas externas do País.

Nem a alienação de 15 toneladas de ouro do Banco de Portugal alteraram a posição do país no “ranking” das maiores reservas de ouro do mundo. Portugal continua em décimo lugar na tabela divulgada pelo Conselho Mundial do Ouro.

Vítor Constâncio anunciou terça-feira que, em Dezembro, foram alienadas 15 toneladas de ouro.

De acordo com o Conselho Mundial do Ouro, a redução deste montante ao total de 606,8 toneladas existentes em Novembro de 2002 não altera em nada a posição de Portugal na lista. O décimo primeiro lugar é ocupado pela Espanha, que tem apenas 523,4 toneladas de ouro nos seus cofres.

Os EUA são o país com a maior reserva de ouro, que ascende às 8.149 toneladas. Em segundo lugar encontra-se a Alemanha com 3.445,8 toneladas de ouro. Se se considerarem apenas as reservas existentes em países, ou seja se se excluir o Fundo Monetário Internacional (FMI) e Banco Central Europeu (BCE), Portugal passa a ocupar a oitava posição do “ranking”.

Acordo de Washington
A alienação levada a cabo pelo Banco de Portugal decorreu no âmbito do Acordo dos Bancos Centrais sobre o Ouro, mais conhecido como Acordo de Washington. Este documento foi assinado em Setembro de 1999 pelo Banco Central Europeu e outros 14 bancos centrais nacionais. Portugal, Alemanha, Áustria, Bélgica, Espanha, Finlândia, França, Irlanda, Itália, Luxemburgo, País Baixos, Reino Unido, Suécia e Suíça foram os países signatários.

O acordo é válido até Setembro de 2004, após o que será sujeito a uma nova reapreciação.

Estes 14 bancos centrais detinham na altura 15.998 toneladas de ouro, o que corresponde a 50 por cento das reservas mundiais de ouro.

O acordo estabelecido tinha por objectivo controlar as vendas de ouro durante os cinco anos seguintes à sua entrada em vigor. A queda do preço do metal, ocorrida em meados da década de 90, levou a que fosse necessário criar este acordo e assim sustentar o preço deste metal precioso.

Na altura em que se chegou a este acordo, o Conselho Mundial do Ouro emitiu um comunicado em que defendia que o conteúdo do documento alterava radicalmente o mercado do ouro. Na sua opinião, o acordo correspondia a uma retirada efectiva do mercado de 26 mil toneladas de ouro, correspondentes às 28 mil toneladas detidas pelas partes abrangidas pelo acordo.

A decisão dos bancos centrais nacionais envolvidos no acordo foi reforçada com os anúncios feitos pelos governos dos EUA e do Japão de que também não venderiam o seu ouro.

6 comentários:

ABC disse...

Deixo esta pergunta:- Quantas toneladas de ouro existiam no banco de portugal, á data do 25 de abril de 1974. Quantas ~´a existem em 2009?

Anónimo disse...

1974 - 865 Toneladas ( 7º )
2009 - 382 Tonelasas ( 14º )
India ultrapassou-nos hoje.
Mais um..

Anónimo disse...

boa parte do ouro de Portugal veio do Brasil, pois não? Mas, calma lá, eu sei que não foi roubo, como muitos podem dizer, pois o Brasil era parte de Portugal quando o ouro foi levado de um para o outro.

Anónimo disse...

Muito ouro veio do Brasil, mas a grande parte foi comprada aos nazis que o roubavam aos paísses que iam invadindo. O ouro que veio do Brasil tanto quanto eu sei já acabou há muitos anos e foi com a construção do Convento de Mafra Por esta altura já não havia mais ouro do Brasil.O ouro que estamos a falar não tem nada haver com o outro ouro até que se houvesse os franceeses quando da sua invasão apesar de mal sucedida teriam levado tudo.

Anónimo disse...

Na verdade acho muito difícil ter se acabado o ouro vindo Brasil, a não ser que você possa provar este fato? A quantidade de ouro retirada do Brasil foi imensa, a derrama como aqui era conhecida era um dia onde todos deveriam entregar todo o ouro possível de ser extraído das terras brasileiras com metas pré estabelecidas e altíssimas.

Anónimo disse...

Meu nome é Kamunganda Nascimento e o meu nº de tel. é 960079120. Sou Angolano de origem Portuguesa, proprietário no Brasil, Angola e Portugal. Interesso-me pela verdade da história destes Países e por isso tenho muito cuidado quando escrevo algo sobre estes Países. Vc está a incriminar Portugal porque é uma pessoa despresivel e ignorante. Os seus comentários nesta página valem só para a sua ignorância.

RESUMIDAMENTE: AS RESERVAS DE OURO DE PORTUGAL NÃO TEM UMA SÓ GRAMA DE OURO BRASILEIRO SEU BURRO. PRIMEIRO CONSULTE OS REGISTOS.